1. A cidade foi capital do Brasil durante 197 anos.

De 1763 a 1960, era aqui que se decidia sobre o futuro da nação. Ultrapassando recordes, foi só com a inauguração de Brasília que o Rio perdeu esse cargo.

2. O Rio de Janeiro já foi uma cidade acanhada.

Chegada de D. João à Igreja do Rosário, óleo de Armando de Martins Viana

É claro que, pra crescer, é necessário começar de algum lugar né? Mas é estranho pensar que a cidade só foi ganhar esse status de metrópole com a chegada da família real portuguesa em 1808.

3. A única capital europeia fora da Europa

Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves e suas colônias.

Sobre a vinda da família real, todo mundo já sabe. Mas você sabia que o Rio foi a primeira capital europeia da história a ser situada fora do continente? Pois é. Em 1815, após a derrota de Napoleão e a reestruturação das nações europeias, o Brasil saiu da situação de colônia e começou a integrar o Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, como foi chamado Portugal na época.

4. O Rio já abrigou uma colônia francesa

Denominada como ilha de Serigipe pelos indígenas, e como Ilha das Palmeiras pelos conquistadores portugueses, a sua atual denominação é uma homenagem ao seu primeiro ocupante, o almirante francês Nicolas Durand de Villegagnon.

E se eu te falar que uma expedição francesa já estabeleceu base na Baía da Guanabara? Utilizando do apoio dos povos indígenas da região, os franceses fundaram, por volta de 1555 à 1570,  a França Antártica. A ideia era que o local fosse um polo de atividade militar, comercial e extrativista. Realmente, a história dá voltas.

5. O principal destino turístico do Hemisfério Sul

Parece que a fama chegou! Ou pelo menos é o que diz uma pesquisa da consultoria Euromonitor International, que classificou o Rio entre os 40 municípios mais visitados por turistas vindos do exterior e chegou a conclusão que, dentre os maiores destinos do Hemisfério Sul, a cidade é a mais atraente.

6. Kari’Oka

Àqueles nascidos no Rio de Janeiro, se dá o apelido de carioca. Mas poucos sabem a verdadeira origem desse termo. De origem Tupi, a palavra kari’oka foi causada pela junção das palavras kara’iwa (homem branco) e oka (casa) para dar nome às construções feitas com pedras e cal, técnica inexistente nas culturas indígenas do continente. Você sabia que, ao ser chamado de carioca, na verdade te chamam de “Casa de homem branco”? Incrível a riqueza que a nossa história nos traz, né?

7. Encontre a maior floresta urbana do mundo

Pedra do osso no Parque Estadual da Pedra Branca no estado do Rio de Janeiro.

Esse título pertence ao maravilhoso Parque Estadual da Pedra Branca, na Zona Oeste da cidade. O parque foi fundado em 1974 e conta com mais de 125 quilômetros quadrados. Um paraíso em meio à cidade.

8. Possui a maior ponte do Brasil

Vista da ponte de dentro da Baía de Guanabara. Crédito: Vinícius Tamer

Com 13.290 metros, a Ponte Rio-Niterói sustenta o recorde sem grandes dificuldades. Estima-se que por ela passam mais de 140 mil carros todos os dias. Surreal!

9. Onde nasceu Oscar Niemeyer

Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares foi um dos maiores arquitetos do Brasil e do mundo, muito conhecido pelo planejamento da cidade de Brasília, que nos roubou o lugar de capital do país, e famoso por seu papel de destaque no desenvolvimento da arquitetura moderna, trazendo maior plasticidade aos grandes monumentos de concreto e remodelando as paisagens urbanas. Que currículo, hein?!

10. O Rio tem a oitava maior biblioteca do mundo

A Biblioteca Nacional, situada no centro da cidade, é referência mundial. Considerada a oitava maior biblioteca nacional do mundo e a maior de toda a América Latina, abriga atualmente cerca de 10 milhões de itens e preserva assim o patrimônio histórico e cultural do país.

11. Recorde mundial de público em uma partida de futebol

Crédito: ASSOCIATED PRESS/ASSOCIATED PRESS/AE

Maracanã, 16 de julho de 1950. Final da Copa do Mundo. Em campo, Brasil e Uruguai. Na arquibancada, quase 200 mil pessoas. Nesse dia histórico, a verdade é que o Brasil perdeu para o Uruguai por 2×1, mas acabou trazendo aos cariocas um recorde mundial. E o maraca nunca mais foi o mesmo.

12. O seu principal ponto turístico é atingido por raios todos os anos

A Marvel tem o Thor, nós temos o Cristo Redentor. No topo de uma das montanhas mais altas do Rio de Janeiro, esse enorme monumento de 38 metros não só dá as boas vindas e acolhe quem chega de braços abertos, mas também protege os bairros ao redor, atraindo uma grande quantidade de raios. Estima-se que no mínimo 6 raios atingem a estátua que é considerada uma das 7 Maravilhas do Mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.